Período junino: Dicas do IPEM/RN para compra dos produtos típicos

E chegaram os festejos juninos e com eles a culinária tradicional do período com muito mungunzá, pamonha, canjica, bolos, pipoca, entre outros. No entanto, antes de se deliciar no preparo e saborear esses pratos é importante ficar atento a algumas orientações para a compra dos produtos mais consumidos no período. Confira as dicas do IPEM/RN:

Atenção à quantidade: Produtos pré-embalados (aqueles medidos longe da presença do consumidor) devem declarar, de forma clara e na vista principal da embalagem, a quantidade que está sendo comercializada. O chamado conteúdo nominal (a quantidade declarada) deve ser apresentado em cor contrastante com o fundo onde estiver impresso, de modo a facilitar a identificação da informação pelo consumidor.

Foco na etiqueta: Alguns itens muito procurados nesse período – como doces e bolos – podem ser embalados e/ou etiquetados pelo próprio estabelecimento. Nesses casos, a indicação deve se referir somente ao peso do produto, desconsiderando o valor da embalagem (tara). O mesmo vale para embutidos, como salsichas para cachorro-quente e salsichões.

De olho na balança: Ao comprar qualquer artigo a peso, lembre-se que as balanças usadas no comércio devem ser aprovadas e verificadas pelo IPEM/RN. Para saber se a aprovação está em dia, observe se ela tem o selo de “verificado até 2019 (ou 2020)”. E se a balança tiver informações como peso e preço em inglês, desconfie!

Dúvidas, reclamações ou denúncias?: Caso desconfie de alguma irregularidade, o consumidor pode recorrer à Ouvidoria do IPEM/RN pelo: 0800 281 4054, whats app –  98147-9433 ou pelo email: ouvidoriaipem.rn@gmail.com.

*Com informações do Inmetro.

IMG_20190712_122147_094

Links

Radio Nordeste Evangélica 2015 - Todos os direitos reservados