Empresas que vendem também terão que recolher produtos eletrônicos velhos

Empresas que vendem produtos eletrônicos também terão que recolher as mercadorias que não serão mais usadas.O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que prevê o aumento do total de pontos de coleta de 173 para cerca de cinco mil. O que deve acontecer até 2025.Um dos motivos para a mudança é o fato de que vários desses produtos contém materiais nocivos ao meio ambiente. Por exemplo: metais pesados e substância químicas, o que exige um tipo de coleta específico e um tratamento diferenciado para esses resíduos. Inclusive a reciclagem.A criação de novos pontos de coleta deve acontecer por meio de acordos e termos de compromisso entre as empresas e o Governo.O Ministério do Meio Ambiente explica que o decreto faz parte de um pacote de ações para tentar avançar na questão do lixo. E que o próximo passo deve envolver os medicamentos.Também há um acordo em discussão com o setor para que as empresas recebem remédios vencidos ou fora de uso. Que não devem ser descartados nem no lixo comum, nem no vaso sanitário.
Rádio 2

Links

Radio Nordeste Evangélica 2015 - Todos os direitos reservados